Rota Raiz

2002/12

Prelúdio

Durante grande parte de minha infância, a região norte de Minas Gerais significou um lugar mítico, de onde meu pai retornava após longas viagens com a bagagem carregada de casos, histórias de aventuras e inusitados presentes. Somados às vivências nas fazendas dos tios de minha mãe, no interior da Bahia, foram a base para a criação de meu mundo mágico infantil.

Já adolescente, tive a oportunidade de acompanhar minha mãe florescer em uma grande cientista, que se apaixonou por figuras criadas, sobre pedras, por longínquos antepassados, e passou a dedicar sua vida a conservá-las.

Quando finalmente pude viajar em busca daqueles símbolos fundamentais de meu imaginário, não os encontrei. Não aqueles que geraram inquietação e vontade de engolir a estrada, de terra.

Procurei lugares, pessoas e situações que àquele tempo, já podia sentir não existirem além de minha imaginação.

Andei a esmo. Mas em meu caminho havia também algo a ser guardado.

Dedico este livro a meus pais, Helena e Alceu, que em distintos planos temporais, emanados de uma infância plena de ideias, fantasias e sonhos, presentearam-me com uma coleção infinita de imagens latentes.

Fotografias realizadas em película  35 mm, 6x6 cm, negativas e diapositivas, e digitais.

Impressas por pigmentos minerais em papel revestido de barita.

Dimensões:

100x100 cm e 40x40 cm

80x120 cm e 40x60 cm

Tiragem de 5 exemplares para cada formato