Desenhos é uma série pictórica realizada a partir da apropriação de inscrições, pichações, acidentes gráficos, pinturas e a ação do tempo sobre eles, em muros, fachadas e pisos de diversos centros urbanos.

 

Este palimpsesto, que vejo como um registro da experiência urbana, como uma acumulação de camadas estratigráficas da vivência urbanóide, é apropriado através de uma fotografia direta, ortogonal, realizada a partir da luz disponível.

 

Uma vez retirado de seu contexto original pelo recorte que altera sua composição, esta imagem urbana, encontrada por acaso, converte-se em um híbrido de fotografia e desenho, para ser impresso em cartazes de serigrafia. Assim eles podem voltar às ruas, ao serem colados em paredes perdidas, ao mesmo tempo em que podem ser emoldurados e expostos nas paredes brancas de uma galeria.

 

Desenhos surgiu no meu trabalho para suprir a perda do hábito cotidiano do desenho. Desde meu início na fotografia, o ato de desenhar ficou em segundo plano.

 

Nesta série o desenho volta como sujeito e assunto para ser interpretado através da fotografia, que uma vez o afastou de minha produção artística, e agora o traz de volta embebido de sua linguagem.

 

 

​Serigrafia sobre papel

105x70 cm

Edição de 7

Desenhos

2005/07